domingo, 8 de dezembro de 2013

Democracia doida demais!!

Democracia de verdade existe onde o povo tem a chave do cofre e o Congresso respeita a vontade do eleitor, da opinião pública, sempre de acordo com as diferenças legais e culturais entre os estados. Ou seja, nesses países, o poder da maioria é legitimamente exercido pelos representantes dos eleitores, ou seja o poder do povo.
O modelo democrático tupiniquim deixa a chave do cofre na mão do executivo federal e permite que o poder legislativo, apesar de eleito pelo mandato popular e seus partidos, na verdade não exerce a vontade do eleitor: no momento que o cidadão é eleito para um cargo publico de alto nível, em qualquer poder, ele se transforma numa maquina de fazer dinheiro, ele detém o poder que a maquina publica, a Burocracia Estabelecida Cartorial, proporciona, podendo nomear assessores, puxa sacos, e prostitutas em secretarias executivas,  segurancas e motoristas, ele se transforma.  A ovelha vira um lobo, um leão, cada vez mais ávido, alvo dos lobbistas das grandes empresas. Assim, o executivo consegue manter o monopólio do poder através de vetos e decretos, aprovando na marra seu planos e projetos que não geram crescimento real durante anos, apoiados por um legislativo travado, comprado ou vendido, como preferirem.
Mantendo um verdadeiro estado de sitio com suas policias militares, que reprimem bem as mais violentas manifestações populares, e executam muito bem autos de resistência, mais que esclarecem algum crime, são os maiores envolvidos em atrocidades contra os moradores de áreas pobres, contra os pobres, os motoristas com documentação irregular pegos em blitzes aleatórias.
Na realidade o estado suga os recursos naturais, sem distribuir riqueza ou promover o bem estar. Sem distribuir terras, permitindo a invasão, levando ao êxodo do campo para as cidades, onde vivem em barracos sem título de propriedade, sem saneamento básico, sem trabalho oficial.
Essa imensa maioria ignorante, manipulada através da politica populista do PT, consegue ludibriar a mente da maioria silenciosa, calada pelos 500 reais da bolsa. Para a maioria que vivia na miséria, a sensação de melhora proporcionada nos últimos anos pelo auxilio em forma de credito para Minha Casa, e outras benesses, na realidade são apenas uma forma de aquecer  o mercado imobiliário, da mao de obra e material de contrução, mantendo o giro e os juros desses financiamentos no caixa do banco do governo. Usar dinheiro publico para financiar a construção irregular em todo o território nacional, comprar votos, disso se trata. Tenho acompanhado pelas redes sociais a atividade política da  senadora Marina Silva e sua tentativa de criar um novo partido. A primeira pergunta seria, o que significa afiliação política transitória no PSB, proposta pela Rede. Isso demonstra total falta de aderência da plataforma, um consenso básico da política democrática: ninguém se afilia a um partido de modo transitório. Creio que as leis eleitorais são claras nesse sentido, mas nestas terras de faroeste, tudo pode acontecer, até um partido ser gerado dentro de outro cujas plataformas são incompativeis. Ou seja, por que cargas a senadora não se torna a líder do PSB, e sustenta a digníssima legenda socialista, transformando a esquerda brasileira em algo mais próximo do que acontece em países onde  a tradição humanista da esquerda propõe uma melhor distribuição da riqueza. Se olharmos para os países europeus, America do Norte, Japao, China, Russia e Ucrania, Israel, sociedades democráticas modernas coexistem as ideias liberais e socialistas, dentro de uma mesma sociedade livre, onde a Lei esta acima de religiões e crenças filosóficas ou políticas. Entretanto, em alguns países ainda o uso da lei serve para subjugar o povo ou outros povos. Isso tudo demonstra que a verdadeira democracia ainda não existe.

Nenhum comentário:

Lula Grelhada com Arroz da Tinta