sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Burras e Babacas do Brasil 12, ou Tem Culpa Eu?

A gente sacaneia os portugueses, adora contar piadas, elege palhaços. Já superamos em muito os lusitanos, por conta de termos sido colonizados por eles. Usamos, ou melhor, estragamos o musical idioma português para expressar nossa cultura multi facetada, usando expressões incompreensiveis o tempo todo e muitos palavrões. Valheu, aee sangui!!! Usar um idioma pouco utilizado no mundo como o português, além de outras barreiras alfandegárias e anos de protecionismo para a industria incompetente, já nos deixou para trás, até no futebol. Somos os maiores hoje em impostos, taxas de juros e assassinatos. Exportamos nossos talentos para a Europa: travecos, faxineiros, prostitutas, churrasqueiros, manobristas, gerentes de restaurante e claro, os jogadores de futebol. Essa parece a pior classe de brothers: poderosos, novos ricos, que tudo podem e que os meninos do país-favela idolatram. Uma classe comprometida com valores materiais, superficiais, que transforma o esporte numa vergonhosa industria de fabricar encrenca, popozudas e idiotas bebados. Os cientistas não voltam, o resto volta deportado, ou arruma encrenca. Portanto, se surpreender com o lixo humano mostrado no BBB, estamos indignados com nossas próprias mazelas, minha gente. A ditadura militar, a igreja e as oligarquias que consolidaram, se mantém no poder de Brasília até hoje. O sistema político podre permite que famílias poderosas se mantenham nos estados, graças a seu poder e influencia: enormes territórios, estados improdutivos, gente ignorante. A pobreza gerou muitos votos para o PT de Lula que se alinhou aos movimentos antes revolucionários e hora caretas e conservadores. Peraí, vamos de Land Rover até o Senado bater o ponto e voltamos para nossas casas no lago. O populismo de Lula, virou o novo justicialismo eficiente e fajuto do funcionalismo público, onde metade da população economicamente ativa no Brasil esta na folha de pagamento de algum orgão publico dos inúmeros "poderes" que bagunçam a vida do cidadão. Como a lei eleitoral proibe a compra de votos distribuir o caixa entre os funcionários públicos. Esses tem boas aposentadorias e beneficios. Para o pobre umas bolsas-miséria e o resto da classe média se vira: quem puder pagar, ok. Senão, mande seu video para o próximo BBB, afinal qualquer um pode ser um Brother ou político, dá na mesma!!! Tem poder demais e educacao de menos, saúde de menos, transporte a menos e mais gente presa por fumar maconha e roubar shampoo e outros pequenos delitos, assassinatos frios e cruéis por motivos fúteis, pistoleiros que podem matar por menos de 500 reais. Mas os corruptos seguem roubando os recursos públicos para manter o poder e seus partidos no poder, em seus ministérios e nos orgãos federais. A roubalheira sistemática, respaldada por juízes corruptos. Pronto , falei. Não existe uma fórmula educativa que possa reverter o quadro de ignorancia, estupidez, falta de informação, alienação, provocados ao longo dos anos, pela falta de um sistema social mais justo, uma educacao pobre, professores que recebem salários de fome, verbas de pesquisa que nao existem. O Brasil saltou de 90 milhoes em ação, (eramos analfabetos e pobres, mas construímos o Maracanã e a Ponte Rio-Niterói), para 180 milhões sem ação. O povo deixando a militância para ir a igreja, ao churrasco, futebol, cerveja e BBB. Somos o que assistimos, e a crítica não deveria ser para a emissora, o apresentador supostamente letrado, ou mesmo o BBB. Explicando melhor: como se surpreender com o baixo nível de um programa, se o que vemos fora das cobertas e dentro delas na casa do BBB e no resto da porcaria de TV brasileira, somos nós mesmos, as burras gostosas e os babacas brasileiros? Todo um povo iludido pela perspectiva de se mostrar, de sair do armário, de ser alguem na vida, um ex-BBB, talvez. Alimentar os canalhas das revistas e jornais de fofocas, com novos famosos e celebridades, para que eles possam criar mais lixo impresso para masturbação coletiva e privada. Criar os novos protagonistas de nossas campanhas publicitárias que vendem cada vez mais coisas que ninguém precisa. A imprensa e a mídia fazem seu trabalho; técnicos usamos nosso talento e conhecimento para dar vida a imagens e som. Mas do mesmo modo, o interesse econômico fala mais alto e corremos o risco de trazer conteúdo moralmente errático e pobre para toda uma geração, não é, sr. Bial? Assim como somos o que comemos, respiramos o ar que poluímos, comemos os peixes com metal que jogamos no mar, as frutas e hortaliças que tratamos com veneno. Somos um bando de escrotos. A TV brasileira consegue ser uma das piores do mundo, por reflexo da cultura e nível educacional de sua população: não adianta vir com o papo de que ah, mais a propaganda premiada, as novelas vistas na China, etc...tem coisa boa no meio da porcaria, mas o lixo das igrejas, programas de auditório para idiotas, os documentarios em VHS da TV Brasil, TV Senado, TV Camara...o poder na TV, as igrejas com seus pastores mentirosos e os falsos profetas, e as novelas de hoje com seus atores empalhados repetindo sempre os mesmos personagens com outro nome, em outra situaçao, ex-modelos e ex-BBBs...tá foda!!! O Brasil se tornou uma enorme favela, um pais de excluidos cuja opção no menu que lhe resta, apenas assistir sua própria triste e feia realidade. Vamos todos morar em Paris. Afinal, brasileiro que se preza, rouba o pobre daqui e mora em Veneza!

Nenhum comentário:

Lula Grelhada com Arroz da Tinta