sábado, 6 de agosto de 2011

O país do "gato" quer controlar a internet.


Não tem como controlar o riso ao ler o texto da lei que os cara-de-pau de Brasília querem passar, com nome de lei contra cybercrime.  Em países com fronteiras fechadas e economias fechadas, como a China, Turquia, Síria, Iran, Cuba, ainda da para tentar controlar alguma coisa. Com os protocolos IPV6, 4G, onde a identidade do SIM pode ser trocada, onde as companhias de telecom são privadas, acho muita pretensão, ignorância e mal-uso do $ publico, como sempre. Isso geraria, controlar o incontrolável, algo similar a guerra contra a maconha. Esta na hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor e tirar os idiotas do poder. Esta ficando chato para os brasileiros.
O Estado abusa do direito de enganar o cidadão, de maneira explicita, castigando a grande maioria com impostos em cascata embutidos no preços, juros e leis feitas para arrecadar e complicar a economia. Mas o poder não se dá através do controle de apenas determinada camada da sociedade, a classe media, deixando o pobre, maioria apenas pagando impostos no consumo imediato, participando do crescimento mas isento de direitos humanos e materiais. O Estado pretendendo ser rico, roubando o povo, para pagar seu custo, bancar a  ineficiencia do populismo, como temos visto na atitude do poder, municipal, estadual e federal.

 Por que não começar por onde esta abandonado, pela educação, por exemplo, pelo direito fundiário de cada cidadão? Pela conscientização do cidadão para a importancia de fazer sua parte e não reclamar apenas...
Alguns amigos jovens da Barra da Tijuca, fizeram um video criticando o governo local, usando termos que eu não usaria, mas quem anda pelas favelas e periferias fica revoltado com o que percebe: um povo cada vez mais largado, abandonado a sua sorte!
Fotos de Rio das Pedras Rio de Janeiro, Sergio Nedal©2011

Lula Grelhada com Arroz da Tinta